Barganhas

- 13 agosto 2017 -
Diria que dos hobbies que eu cultivo o meu maior guilty pleasure continua sendo assistir vídeos de compras alheias (jamais direi “comprinhas” JAMAIS), confesso que eu sinto uma certa curiosidade em saber onde as pessoas gastam seu rico dinheiro, o que compram, onde compram, me dá dica? Também poderia dizer que eu sinto vergonha desse meu lado, porém não sinto, DESCULPA MÃE.
E aí que nessas vibes de vídeos de compras (e não comprinhas), tenho acompanhado pelo menos umas seis pessoas diferentes que seguem nessa vida de ~diários de reforma~ levando uma vida muito mais adulta do que eu jamais poderia imaginar fazendo todos aqueles rolês atrás da pia perfeita, latas de tinta ou apenas ostentando jogos de pratos de 8948754895734 peças com a borda decorada (que eu quero também(?)) enquanto eu sigo nessa vida comprando toy art esperando ansiosamente pelo próximo episódio do desenho (talvez seja esse o motivo pelo qual eu não tenho namorado(?)). Diria também que eu sinto um pouco de vergonha em fazer esse tipo de post e mostrar as minhas compras super adultas NOT, mas eu não sinto, DESCULPA AE MUNDO, EU PROMETO MELHORAR.
Se você, assim como eu for fã de Stephen King (aquele seleto grupo de pessoas sofredoras que AINDA teimam em reunir as sete esferas do dragão todos os livros do rei para coleção sabe muito bem o rolê que é (eu preciso parar de usar essa expressão) para conseguir comprar os livros mais raros (que blá, blá, blá, não são publicados mais, blá, blá, blá, foram banidos e whiskas sachê).
Felizmente eu encontrei esse belo exemplar (que tá meio surrado, não repara fazfavô) em uma sebo do centro por maravilhousers 15 reais, as pessoas que me conhecem sabem bem que sorte não faz parte da minha vida e que nem os bingos mais fajutos eu ganho (vai vendo) então encontrar esse belo exemplar por 15 reais foi um sinal por pura sorte.
Poderia dizer que toda a espera até esse livro ser lançado no Brasil, o preço que eu paguei por comprar na pré venda para ganhar um pôster (porque claramente ainda vivemos em 1990) valeu a pena, mas não, não valeu a pena caro leitor, eu criei toda uma expectativa para no fim não ser aquela brastemp que eu estava esperando (alguém ainda usa essa expressão ou a minha carteirinha de xóvem está perdendo a validade?) não que o livro seja ruim, porque não é, talvez seja a forma como foi escrita ou a história em si HAHAHAH (eu não deveria achar graça disso), mas não me prendeu, parecia que eu estava sempre esperando o livro engrenar, sabe? Ter o plot twist que assim como em Bohemian Rhapsody te tira daquele momento de calmaria para algo explosivo, daí que eu fiquei esperando, esperando, esperando e desisti.
Trocas macabras sempre SEMPRE esteve no seleto grupo de livros ++ nunca vou ter, porque se você (de novo) assim como eu faz parte daquele seleto grupo de pessoas sofredoras fãs de Stephen King sabe muito bem que existe todo um comércio obscuro com alguns livros considerados raros (já me conformei em nunca ter um destes exemplares), e trocas macabras faz (ou fazia) parte desse balaio, infelizmente, já encontrei esse mesmo livro sendo vendido no mercado negro estante virtual por 500 reais (!!!) e né, apenas né!
De novo, a sorte, ou a busca implacável (de anos diria) fez com que eu finalmente encontrasse uma boa alma vendendo esse livro ao preço justo (ou o preço correto), gostaria de ter uma história mais legal sobre como eu encontrei esse livro? Queria! Eu tenho uma história legal sobre como eu encontrei esse livro? Não, então é isso, flw vlw.
Levei 3 fucking anos para finalmente conseguir comprar esses bonecos, bonequinhos, toy arts (eu nunca sei qual nome dar a isso), a primeira e última vez que eu vi foi na feira de antiguidades de Águas de Lindóia (se você perceber, o Popeye e o Brutos aparecem nas fotos) e desde então sempre me perguntei porquê eu não os comprei quando tive oportunidade, poderia ter comprado no mercado livre? Poderia ter comprado no mercado livre, poderia ter comprado em alguma outra feira de antiguidades? Poderia ter comprado em qualquer outra feira de antiguidades, mas eu queria aquele que eu nunca ia poder ter (porque eu sou do contra), finalmente comprei, na feira que teve na edição desse ano, engraçado é que assim como o ET eu via os bonequinhos do Popeye, Brutos e Olivia Palito em QUASE TODOS STANDS (é tendência?). Achei meio creepy.

Nenhum comentário em "Barganhas"

Postar um comentário