It's the final countdown ou o dia que eu fui no show do Europe

- 20 junho 2017 -
Tá longe e meio fora de foco, mas a EMOSSAUM era grande

Jamais imaginei (eu nunca imagino nada na verdade) que algum dia na minha vida eu assistiria um show do Europe, ainda mais porque não é uma das minhas bandas preferidas e vida é feita de prioridades né non, MAS também está ai para ser vivida e não me arrependo nadinha de ter vivido mais essa experiência, que de fato foi um show fantástico e AINDA superou todas as possíveis  expectativas que eu tinha. WHY SHOULD I ASK FOR MORE?

Assim como no show do Scorpions, o rolê foi solitário, algo que eu já não me importo mais já que eu posso e fico 100% ligada só e somente no show, sem ninguém para me distrair querendo comentar as roupas alheias, e falando nisso, em todos os shows que eu já fui (que não foram poucos) nunca tinha tido a oportunidade de ver pessoas tão estilosas quanto eu vi no show do Europe, tinha desde o pessoal total black, cabelos longos, roqueiro faca na botina até o pessoal mais glam, vi vários meninos de calça de oncinha, disco pants, botas brancas, bandana amarrada na cabeça, os anos 80 com certeza estava de volta E FOI MARAVILHOSO.

MOMENTO DECEPÇÃO DO SHOW: Fiquei um pouco BASTANTE decepcionada porque não tocaram Ninja :( pronto acabou o momento decepção hahahaha.

Sério não sei de onde o Joey tirou tanta energia, porque aquele homem simplesmente não parava, ele pulava, interagia com o público e ainda cantava hahahah, e como cantava! Que voz maravilhosa, parece que o tempo só fez bem a ele, pois a voz continua tão potente quanto antigamente, amei ouvir Carrie e The final Countdown, além de rock the night e cherokee, até as músicas mais recentes que eu não sou tãooo ligada assim estava muito boas de serem ouvidas, algumas eu até fiz questão de anotar para pesquisar e ouvir depois com mais carinho hahahaha.

Joey uma verdadeira minhoca no asfalto quente

Coleção: Livros do Rei parte IV

- 14 junho 2017 -
De vez em nunca acabo fazendo uma limpeza nas minhas coisas a fim de doar ou jogar fora aquilo que eu não uso mais e há milênios que eu vinha postergando fazer isso na minha estante (talvez porque a preguiça e o apego seja maior).

Por fim separei algumas coisas para levar em um sebo e não poderia ter tido uma decisão melhor, pois nesse mesmo dia eu encontrei a versão mais rara do cão raivoso por 15 reais, o que é um mega achado já que basta uma pesquisada rápida pela internet e ver que o céu é o limite quando se fala em livros do raros do rei, mas enfim, talvez eu tenha feito essa breve introdução (?) porque eu não tinha algo melhor para falar hahaha foi mals ae.

Se você quiser acompanhar essa jornada que nunca acaba desde o início aqui tem o primeiro, segundo e terceiro post onde eu mostro a evolução da minha coleção.






Por onde andas, criatura?

- 07 junho 2017 -
Tinha idéia de fazer um resumo do mês de maio, mas já estamos em Junho e eu só me dei conta disso agora (!), isso só porque acabou a semana de prova e eu finalmente posso sair da minha toca chamada faculdade.

A vida tem estado conturbada com toques de montanha russa (altas emoções) tipo o dia que eu fui para o show do Europe (que eu pretendo falar a respeito) ou do fim de semana incrível que eu passei em Sp (que eu também pretendo falar a respeito, acredite em mim).

Resolvi fazer esse post mais como um breve parecer das coisas que mais tem me emocionado durante todo esse tempo, a começar pelas provas da faculdade hahaha, tô brincando (ou não).

Não sei se eu já falei antes, acho que sim, mas eu ainda não superei o filme Um estranho no ninho, já tinha ouvido falar muito a respeito, mas não tinha visto ainda por motivos que nem Freud explica, mas como eu estava em um momento Jack Nicholson Addicted acabei assistindo por acaso e nossa, que atuação, tão fantástica quanto (na verdade acho que até mais) do que o Jack Torrence de O iluminado, a metáfora do hospício para a nossa vida e como lidamos com os problemas diários, o fato dos pacientes se sentirem aprisionados mesmo tendo a opção de sair e cara, aquele índio, nunca vou superar as interações do McMurphy com o Chefe e em certo ponto eu até torci para para McMurphy   (louco, não?), mas é que ele se tornou um personagem tão carismático que eu não consegui torcer contra e que final, meus caros, que final.

SE VOCÊ NÃO QUER VER SPOILERS DO FILME NÃO LEIA O PRÓXIMO PARÁGRAFO
Confesso que eu fiquei bem curiosa com o procedimento que os médicos realizam no personagem logo no final do filme, dei uma pesquisada a respeito e esse processo se chama Lobotomia, o mesmo procedimento usado no filme Hannibal, naquela (famosa) cena em que o Hannibal abre a cabeça de uma pessoa e corta um pedaço do cérebro (acredito que a prática era bem menos invasiva, mas né já da para se ter uma ideia) e engraçado como eu já tinha lido a respeito do caso do Phineas Gage operário que após ter sido atingido no lóbulo frontal por uma barra de ferro mudou totalmente de comportamento, de um cara trabalhador “boa gente” se tornou um cara agressivo, preguiçoso e tals, para quem se interessar tem essa matéria explicando melhor o caso, não sei porque eu falei tudo isso, mas né, veja que esse blog também é cultura hahahahaha

Ainda falando sobre filmes, assisti pela 9304895737 vez a trilogia Batman e renovei meus votos de filmão e melhor personagem, com melhor atuação ever, e sempre me questiono porque trocaram o Christian Bale pelo Bem Affleck. WHY GOD?

Falando sobre o rei consegui adquirir o meu tão sonhado Trocas Macabras, pretendo em breve fazer uma atualização dos livros do rei (que nunca acaba essa coleção SEN OR) e peço a sua atenção para a melhor aquisição de todos os tempos: cão raivoso, adquiri por incríveis 15 reais em uma sebo maravilhosa aqui de Campinas, eu fico louca de ver os preços estratosféricos que as pessoas agregam as coisas, principalmente os livros do rei, já vi livros sendo vendidos a quase 1000 reais (surreal e insano ao mesmo tempo).

A foto pode não estar bonita, mas estava delicioso.

Ainda nesse dia aproveitei para matar um pouco da saudade que eu sinto dos alfajores e o doce de leite argentino (que é o melhor que há) e passei nessa cafeteria (?) / chocolateria (??) / estabelecimento (!!!) para apreciar aquele chocolate quente com muito doce de leite (dá água na boca só de pensar).

In love

- 06 maio 2017 -
Pra uma pessoa que sempre foi contra a fazer favoritos até que estou renovando os meus votos de favoritos com bastante frequência hahahah, mas tenho a desculpa de que faço isso aqui para deixar registrado para a posterioridade e ver todas as inutilidades que por vezes eu acumulo e uso em determinadas épocas, só para constar que pra mim isso faz todo sentido hahahaha.

Devo dizer que eu não ouço mais nada além de Metallica, engraçado o fato de que eu não me senti nenhum pouco inclinada a voltar ouvir as músicas da banda após o show do Lolla e até pouco tempo eu ainda estava lendo a biografia do John Taylor, não saberia dizer como surgiu a minha nova (antiga) obsessão por desenterrar as músicas do Metallica, mas confesso que eu estou gostando bastante desse momento e junto com toda essa vibe eu estou a mil anos lendo a biografia da banda (pretendo um dia acabar) e tenho feito grandes descobertas que talvez nunca soubesse.

A imagem pode conter: comida
Alguém me indicou (EU NÃO SEI QUEM FOI PQ EU SOU PÉSSIMA COM ISSO) a experimentar os biscoitinhos de flor de laranjeira do mosteiro de São Bento e eu agradeço todos os dias por esse biscoito existir HAHAHAH é maravilhoso, é possível claramente notar que eu reservei esses biscoitos para foto, pois neste exato momento eles não existem mais (uma pena) :(

A imagem pode conter: 1 pessoa
A foto pode estar mal tirada hahaha, mas essa jaqueta com certeza é umas peças que eu mais uso (nossa tô muito blogueira  hahah) engraçado como faz sucesso, toda vez que eu uso pelo menos uma pessoa pergunta se eu já comprei assim ou comprei os patches a parte. Gosto dela assim, mas ainda quero incrementar mais um pouco, talvez colocar um patch bem grande nas costas, ainda não sei hahah muitas possibilidades.

Uma das possibilidades mais legais que esse mundão tem me proporcionado é trocar cartas com pessoas conhecidas, É TÃO MÁGICO, é tão legal sentir a liberdade de poder escrever qualquer coisa e dali um tempo receber a resposta, é um jogo de paciência sem fim, mas é tão gostoso quando o carteiro entrega uma cartinha ♥.

A imagem pode conter: tela
Ainda sobre as cartas, tenho tentando separar algumas fotos que eu mais gosto para fazer cartões postais para enviar para as pessoas, considerando que esse foi um primeiro teste, achei que ficou bem digno, MUITAS POSSIBILIDADES MIGOS, MUITAS POSSIBILIDADES E EU NÃO SEI LIDAR COM ISSO.

Tenho tendências a dizer que toda viagem que eu faço é a mais incrível da minha vida e é a mais pura verdade hahaha SÉRIO. Recentemente eu fui para São Paulo (passar um final de semana prolongado) e que cidade maravilhosa! Tenho a real certeza que além de ter nascido na época errada eu nasci na cidade errada haha, pretendo falar sobre São Paulo em algum outro post, mas queria deixar registrado aqui o meu apelo: SÃO PAULO, ME ADOTA.

#Abril: o que teve de bão?

- 30 abril 2017 -
Falhei miseravelmente em manter algum registros dos meses que se passaram, mas acreditem, não teve nada de útil hahah além da faculdade que nunca termina e das provas, ahh as provas, são sempre uma história a parte na minha vida.

Assistindo: Quase não assisti filmes esse mês por motivos de não sei, apesar de ter uma lista interminável que não termina nunca aparentemente minha mente tem se negado a assistir filmes, vai saber.

Lendo: Ao contrário dos filmes eu li algumas coisas esse mês: filho de mil homens (que eu não gostei tanto quanto eu achei que fosse gostar), li também as virgens suicidas e que livrão, que final, fiquei de ressaca literária por alguns dias para conseguir digerir a profundidade do livro, a mistura de tema pesado com a uma narrativa mais ~leve~ se isso é possível foi o que ganhou o meu coração com esse livro.
A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo
Comecei a ler também a biografia do John Taylor (Duran Duran) e é tão incrível e decepcionante ao mesmo tempo ver como a gente (eu pelo menos) fantasiava vários fatos que eu desconhecia da banda e do próprio John Taylor, gosto de ler biografias para tentar entender um pouco mais além do lado criativo da banda / cantor, gosto de tentar entender um pouco da vida de cada integrante e ver como isso reflete em seus trabalhos, pode parecer bem louco isso (e é), mas na minha cabeça faz todo o sentido ahhahaha.

Ouvindo: Metallica.

Desejando: Acabar a faculdade para eu poder ler todos os livros que eu quero e não consigo hahaha. Tipo os do rei.
Nenhum texto alternativo automático disponível.

Comida: Vi alguém falando sobre as maravilhas do chips de coco, sempre fiz a cara de fina de who cares até experimentar um. Não consigo mais viver sem na minha vida. O QUE TEM ALI DE TÃO BOM, HEIN, HEIN??